Report

Atendimento que cumpre o que promete

Como os sistemas globais de saúde utilizam a tecnologia digital para ajudá-los a se preparar para o futuro?

Prefácio

Para criar o ecossistema de saúde do futuro, devemos primeiro ouvir os principais usuários deste sistema – as pessoas e os profissionais de saúde – e compreender suas expectativas e experiências. Em segundo lugar, devemos verificar como a tecnologia já está transformando as vidas nos diferentes sistemas de saúde no mundo e como ela pode conferir ainda mais poderes à sociedade.

Este é o Future Health Index, um registro abrangente de onde estamos no caminho para melhores resultados em saúde, alcançados a custos mais baixos e como estamos avançando para atender as necessidades futuras de assistência médica. Onde a conectividade está endo os maiores benefícios e onde ela precisa de mais investimentos para prevenir e tratar doenças para aliviar a carga nos sistemas de assistência médica? O Future Health Index fornece uma plataforma para discutir onde os governos e empresas deveriam concentrar recursos para possibilitar uma revolução na maneira como a assistência médica está sendo entregue e aproveitada.

Este é o segundo estudo anual em profundidade, resultado de levantamentos e entrevistas com mais de 33.000 profissionais de saúde, planos de saúde e membros do público através de 19 países e cinco continentes.

Conferir poderes é um dos temas principais do Index. Os profissionais e as pessoas concordam em que a tecnologia digital pode e deve proporcionar às pessoas mais controle para gerenciar sua própria saúde e provedores de saúde com ferramentas para melhorar a entrega dos cuidados. A integração dos sistemas de saúde permitindo às pessoas e médicos trabalharem mais conjuntamente para cuidados contínuos entre hospital e domicílio é um aspecto fundamental. Isto é especialmente verdadeiro à medida que as populações vivem mais e as doenças relacionadas com estilo de vida aumentam, enquanto os custos relacionados com atendimento médico se elevam criando uma necessidade premente de eficiências sistêmicas.

O Future Health Index também indica discrepâncias preocupantes quanto à rapidez em que essa transformação centrada no consumidor está se efetivando. Sistemas locais persistem.

Melhores incentivos e parcerias mais poderosas precisam ser estabelecidas. Uma estrutura de aferição mas robusta precisa ser projetada. E mais treinamento e programas de conscientização precisam ser introduzidos para profissionais de saúde e a população em geral para abraçarem e se envolverem totalmente com um ambiente digital de saúde sempre ligado.

Olhando para estes futuro, o relatório também explora projetos e parcerias inovadoras. Estes exemplos abrangem os campos da telesaúde, monitoração remota e fluxos de trabalho digitais onde empolgantes novos campos estão sendo explorados.

Juntamente com estes estudos de caso, o Future Health Index explora como as percepções das pessoas correspondem às realidades da assistência médica. Se formos reformular o futuro, é vital endereçar defasagens entre o que existe e o que é desejado. E para melhor compreender como entregar a informação e as ferramentas certas no tempo e no lugar certos, para maximizar o impacto em experiências e resultados na saúde.

Criar um sistema de assistência médica ajustada ao século 21 é um processo inegavelmente complicado e esperamos que a pesquisa do Future Health Index de 2017 forneça insights inspiradores em nossa jornada comum. Trata-se de um relatório que amplia nosso nível de compreensão sobre o ponto em que a sociedade se encontra e também indica soluções melhores e mais sustentáveis que vão ao final trazer melhor saúde e bem-estar para todos.

JAN KIMPEN

Diretor-médico chefe, Philips

PATRICIA MECHAEL

Diretora e líder em Políticas, HealthEnabled, e vice-presidente, Personal Connected Health Alliance, HIMSS

x 2017 Future Health Index Report

Select your report preferences